Fabrício Castro registra chapa Avança OAB

O conselheiro federal Fabrício Castro se comprometeu a intensificar a luta pela defesa das prerrogativas advocatícias e pela melhoria do Judiciário, ao registrar a chapa Avança OAB 86 para concorrer às eleições da Ordem, na tarde desta sexta-feira (19). Fabrício é o candidato  apoiado pelo atual presidente da entidade, Luiz Viana.
“A OAB, hoje, está aberta à advocacia. A classe não admite retrocessos. Vamos manter as importantes conquistas dos últimos anos. E avançar cada vez mais. Seremos incansáveis na defesa das nossas prerrogativas e no enfrentamento ao Judiciário, que terá de apresentar uma solução ao problema da ineficiência. Caso contrário, a nossa gestão atuará com coragem e determinação, fazendo o que for necessário para reverter o atual cenário, mobilizando o CNJ, o Supremo e a sociedade”, afirmou.
De acordo com Fabrício, é preciso continuar o processo de interiorização da OAB, valorizando os profissionais que atuam nas mais diversas regiões do estado, além de ampliar a participação de mulheres, negros e jovens na entidade. “Vamos fazer uma gestão transparente, democrática e participativa. E o ponto de partida é a formação da chapa, que, no nosso caso, atingiu a paridade de gênero, com 50% de mulheres na composição do conselho seccional”, assinalou o candidato a presidente da OAB-BA.
Entre as principais iniciativas da atual gestão, Fabrício destacou a criação da Comissão Especial da Mulher Advogada e do Conselho Consultivo da Jovem Advocacia, que se tornou influente e conta com mais de 100 integrantes, além da implantação da Procuradoria de Defesa de Prerrogativas e do plantão 24 horas de prerrogativas.
Ele ainda defendeu o projeto do piso salarial para a advocacia de R$ 3,5 mil, que foi encaminhado ao governador, assim como lembrou que a entidade fez o maior programa da história da seccional de reforma, aquisição e construção de sedes e salas de subseções, fortalecendo a advocacia dentro e fora da capital, sobretudo com a interiorização dos cursos da Escola Superior de Advocacia (ESA).
A OAB-BA, segundo Fabrício, ao ter se aproximado da advocacia e da sociedade, nos últimos anos, tornou-se referência nacional. “Estamos sintonizados com as demandas da população baiana. Por isso, vamos continuar avançando na luta pela defesa dos direitos humanos, debatendo temas e abraçando questões que envolvem as pessoas com deficiência e a comunidade negra, LGBT e indígena”, pontuou.